Banner
Home Geral Alagoas Maceió inicia vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra Covid nesta segunda-feira

Maceió inicia vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra Covid nesta segunda-feira

Maceió inicia vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra Covid nesta segunda-feira
0

A Prefeitura de Maceió inicia nesta segunda-feira (17) a vacinação de crianças contra a Covid-19, começando com as de 5 a 11 anos com deficiência permanente e/ou comorbidades. Inicialmente, a vacinação para este público ocorrerá nos quatro pontos fixos, onde serão destinadas as salas climatizadas da Pfizer exclusivamente para a vacinação pediátrica, conforme orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Nos quatro pontos fixos, instalados no Maceió Shopping (Mangabeiras), Praça Padre Cícero (Benedito Bentes), Terminal do Osman Loureiro (Clima Bom) e Papódromo (Vergel), haverá raias separadas e espaços temáticos para o público infantil.

Maceió recebeu 5.590 doses do imunizante e desde que a Anvisa anunciou a aprovação da vacinação para as crianças, os técnicos da Gerência de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde participam de treinamentos seguindo as recomendações específicas para a vacinação infantil.

“As equipes são as mesmas que atuam na Campanha de Vacinação contra a Covid desde o início, em janeiro do ano passado, e estão preparadas para vacinar as crianças, como têm se preparado para cada etapa dessa imunização”, informa o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada de Enfrentamento à Covid-19, Claydson Moura.

 

Para tornar os espaços de vacinação mais atrativos para as crianças, as salas serão decoradas com personagens temáticos do universo infantil. “Além da vacina, a grande atração será o Trenzinho da Vacinação, com distribuição de pipocas, pirulitos, picolés e algodão doce. O trem vai circular pelos bairros da capital, parando nos pontos de imunização”, anuncia.

Prioridades – Maceió seguirá os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde para vacinação de crianças, começando, na segunda-feira (17), pelas crianças com deficiência permanente ou comorbidades, e seguirá em ordem decrescente de idade, conforme a disponibilidade de doses. Em seguida serão vacinadas as crianças sem comorbidades, conforme orienta o MS, também começando pela faixa etária de 11 anos. As demais faixas de público serão anunciadas nos dias seguintes. Saiba mais sobre as prioridades, clicando nos links abaixo.

 

Descrição das comorbidades incluídas como prioritárias

Pessoas com Deficiência – Plano de Vacinação

 

Documentação necessária – Para vacinar crianças será necessário apresentar a caderneta de vacinação da criança + CPF ou Cartão SUS e documento de identificação do pai ou mãe.

Caso os pais não estejam presentes é necessário o preenchimento do TERMO DE ASSENTIMENTO PARA ADMINISTRAÇÃO DA VACINA COMINARTY-PFIZER PEDIÁTRICA + cópia do documento de identificação do pai ou mãe, o qual ficará retido no ato da vacinação + caderneta de vacinação da criança + CPF ou Cartão SUS.

 

Termo de assentimento para o público infantil de 5 a 11 anos

Caso a criança não tenha CPF ou Cartão do SUS será necessário apresentação da certidão de nascimento. Para as crianças com comorbidades também será necessário apresentar a prescrição médica, que ficará retida no local da vacinação.

 

Público estimado – O público estimado de crianças de 5 a 11 anos em Maceió é de 106.341, no total, sendo 12.300 de 5 anos, 13.261 de 6, 14.303 de 7, 14.858 de 8, 16.224 de 9, 18.716 de 10 e 16.679 de 11 anos.

Salvo as crianças com comorbidades, a Secretaria Municipal de Saúde não exigirá prescrição médica nem cadastro prévio para a vacinação de crianças que deverão estar obrigatoriamente acompanhadas pelos pais ou responsáveis, e na ausência destes, por adulto com declaração de autorização assinada pelos pais.

Características – A vacina da Pfizer para crianças será aplicada em duas doses, com intervalo de oito semanas entre a primeira e a segunda dose, segundo recomendação da Anvisa. Ainda não há definição se haverá dose de reforço para as crianças. Por precaução, a Anvisa recomendou que haja um tempo mínimo de 15 dias entre a aplicação a vacina da Covid e outras do calendário infantil.

A dosagem, a composição e a concentração da vacina pediátrica são diferentes da dos adultos. O frasco da vacina para crianças também terá uma cor diferente da aplicada em adultos, para ajudar os profissionais de saúde na hora de aplicar a vacina. A tampa e a tarja na embalagem são de cor laranja, para diferir da outra, que é roxa.

Para fortalecer a segurança, a Anvisa também ressalta que as medidas não farmacológicas de prevenção contra a Covid-19, como distanciamento social, lavagem e higienização das mãos e uso de máscara continuam recomendadas para pessoas de todas as idades.

 

*fonte:TNh1