Home Geral Alagoas HU utiliza tecnologia para reduzir distância entre pacientes com covid-19 e familiares

HU utiliza tecnologia para reduzir distância entre pacientes com covid-19 e familiares

HU utiliza tecnologia para reduzir distância entre pacientes com covid-19 e familiares
0

Para reduzir a distância entre pacientes internados com covid-19 e seus familiares, o Hospital da Universidade Federal de Alagoas (HU-Ufal), instituição gerenciada pela rede Ebserh, disponibiliza, de segunda a quinta, das 10 às 12h, televisitas para os acompanhados pela instituição. As chamadas são realizadas por smartphone, via vídeo ou voz, e os usuários podem ter contato também com companheiros, amigos ou outras pessoas que tenham vínculos com eles. “É uma ação que tem como objetivo promover cuidado humanizado, bem-estar psicossocial, prevenindo problemas de saúde mental emergidos em pacientes com a covid-19”, afirma a chefe da Unidade de Atenção Psicossocial do HU, Vanessa Ferry.

A enfermeira Dionary Chaves, coordenadora adjunta do projeto “Humanização por Teleatendimento na Pandemia de Covid-19″, diz que esta é uma “ação para reduzir o isolamento social”, já que os usuários, como medida de combate à doença, não têm direito a acompanhantes. Há pacientes que realizam o teleatendimento mais de uma vez por semana e falam com mais de uma pessoa no mesmo dia. “Para garantir a segurança do paciente e a necessidade individual de cada um, ações que fazem parte das práticas de humanização, caso o assistido tenha condições clínicas, o HU propõe o atendimento on-line, e o usuário diz se quer”, afirma a enfermeira.

Para evidenciar a rotina do paciente com covid-19, o HU envia também vídeos gravados ou fotos para os grupos de referência do assistido. “Para quem gosta de cantar, o HU faz a gravação do usuário cantando e envia para o familiar de referência, por exemplo”. Dionary Chaves conta que a comunicação proporciona uma maior aproximação entre quem está hospitalizado e quem acompanha o assistido. “É muito emocionante como eles reagem ao uso dessa ferramenta”.

Outra ação que está acontecendo de forma remota, para os pacientes com covid-19, é o psicoatendimento, que também se estende para a rede de vínculos dos assistidos. Dionary Chaves conta que, após análise de necessidade, os pacientes, familiares e outros são consultados para afirmar se desejam utilizar o serviço de atendimento psicológico. Os atendimentos remotos, tanto as televisitas quanto os psicoatendimentos, são proporcionados por equipe multiprofissional, formada por assistente social, enfermeira, psicóloga e terapeuta ocupacional.

*fonte: TNH1