Home Geral Economia EM NOVEMBRO Segunda etapa da campanha de vacinação contra aftosa deve imunizar 500 mil animais

EM NOVEMBRO Segunda etapa da campanha de vacinação contra aftosa deve imunizar 500 mil animais

EM NOVEMBRO Segunda etapa da campanha de vacinação contra aftosa deve imunizar 500 mil animais
0

Seagri e Adeal abriram campanha na Fazenda Alto Verde, em Maceió

 

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2018 em Alagoas foi aberta nesta quinta-feira (1º), na Fazenda Alto Verde, zona rural de Maceió, com a imunização de 500 animais.

 

Essa etapa, que se estenderá até o dia 30 de novembro, é obrigatória apenas para bovinos e bubalinos com até dois anos de vida. De acordo com a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), deverão ser vacinados, nesta faixa etária, 500 mil animais em todo o Estado.

 

O lançamento contou com a presença do secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Henrique Soares, além do presidente da Adeal, Ironaldo Monteiro, e da auditora fiscal federal agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) Sonia Lages, entre outras autoridades e representantes de entidades de criadores, a exemplo de Álvaro Almeida, presidente da Federação da Agricultura.

 

“Essa etapa é diferente da anterior por só vacinar animais com até 24 meses de vida. É mais um passo para chegarmos à zona livre da febre aftosa sem vacinação. Alagoas faz parte do bloco Nordeste, que já vem trabalhando para a mudança do status sanitário. Isso só vai ser possível graças ao empenho dos criadores”, declarou o secretário Henrique Soares.

 

O presidente da Adeal reforçou que a mudança do status sanitário deve ocorrer a partir de 2020. “Adotaremos, no próximo ano, o mesmo calendário de vacinação. Mas a partir de 2020 devemos fazer a última vacinação e nos tornarmos um Estado livre sem vacinação”, disse Ironaldo Monteiro. “A reclassificação vai facilitar a vida dos criadores alagoanos, aumentando ainda mais os investimentos na agropecuária, que é reconhecida nacioalmente”.

O trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado conta com a participação da Federação da Agricultura, da Associação dos Criadores e do Ministério da Agricultura.

“Essa ação é muito importante, sendo mais uma etapa que Alagoas realiza no combate à aftosa. O Estado trabalhou muito para conquistar o certificado de zona livre com vacinação e agora nosso esforço é para que este status seja ampliado e possamos chegar à zona livre sem vacinação. O produtor alagoano sempre fez a parte dele, vacinando e declarando”, ressaltou o agropecuarista e proprietário da Alto Verde, Álvaro Vasconcelos.

A Adeal informa, ainda, que todos os produtores, independente de ter animais vacinais nesta etapa, devem comparecer aos escritórios da agência para atualizar os dados cadastrais e fazer a atualização do rebanho.

Na primeira etapa da campanha, realizada em maio passado e onde todos os animais foram vacinados, a cobertura vacinal chegou a 95,56% do rebanho, superior a 1 milhão de animais.

Agência Alagoas